Há muito tempo, as plantas têm sido uma valiosa fonte de produtos naturais para a manutenção da saúde humana, principalmente na última década, com estudos mais intensivos para terapias naturais.
 
Tomilho
A erva com a ação antimicrobiana e antisséptica mais forte
Tomilho > Thymus vulgaris L. uma planta aromática significativa com cerca de 100 espécies no mundo é amplamente utilizada para fins medicinais, bem como em pratos culinários. O gênero Thymus são importantes plantas medicinais, altamente recomendado devido a uma variedade de propriedades terapêuticas de seus óleos essenciais, normalmente conhecido como óleo de Tomilho.
       As espécies de Tomilhos são consideradas plantas medicinais devido às suas propriedades farmacológicas e biológicas. Está propriedades são devido aos seus componentes principais, Timol e Carvacrol.  Tomilho tem o mais alto nível de antioxidantes entre todas as ervas. Thymus vulgaris L. é amplamente utilizado na medicina popular nos tratamentos de uma variedade de doenças como distúrbios gastroentéricos e broncopulmonares.
Além de ser uma adição perfumada a muitas receitas de cozinha, o Tomilho é uma erva aromática potente que tem muitas propriedades curativas úteis. O Tomilho tem sido estudado como substância terapêutica para mais de 70 doenças, incluindo bronquite e asma.
O Tomilho é considerado um super - herói no mundo da saúde intestinal, mas são os efeitos antiespasmódicos do Tomilho que o tornam útil como supressor da tosse. Estudos mostram que o tratamento com extrato de Tomilho é mais eficaz do que o placebo na redução de ataques de tosse devido à bronquite.
       Disponível como extrato ou in natura e geralmente misturado com Tomilho pode ser adicionado ao seu habito diário, tomando-o como suplemento ou em um chá. Simplesmente esmague 1 a 2 colheres de chá de Tomilho fresco em uma xícara, adicione uma xicara de água quente e deixe em infusão por dois a três minutos. Coe e saboreie com mel, outra maneira maravilhosa de aliviar dores de garganta e tosse.
         Tomilho vem da palavra grega "timo", que significa coragem. Tem sido transmitida de curandeiro para curandeiro durante séculos. Tomilho é uma erva comum com um passado místico, onde os soldados gregos antigos usavam a planta antes da batalha para reforçar sua coragem. Parece também que o Tomilho pode ajudar a respirar melhor.
        Hoje em dia, o Timol e o Tomilho apresentam uma ampla gama de possibilidades funcionais na indústria farmacêutica, alimentícia e cosmética. O interesse pela formulação de fármacos, nutracêuticos e cosmecêuticos à base de Timol deve-se a diversos estudos que avaliaram os potenciais usos terapêuticos desse composto no tratamento de doenças que afetam os sistemas respiratório, nervoso e cardiovascular. Além disso, este composto também exibe atividades antimicrobiana, antioxidante, anticarcinogênica, anti-inflamatória, antifúngico e antiespasmódica, além de potencial intensificador de crescimento e imunomodulador.
 
 
Tomilho
      O Timol, esta presente em numerosas plantas, poderia estar disponível para uso dietético. Sua administração e benefícios podem ser alcançados de maneira mais simples através da alimentação diária normal. Reunindo todos os estudos, é significativo dizer que a pesquisa sobre o Timol como candidato a medicamentos é progressiva e encorajadora. Isso foi bem demonstrado pelos padrões de publicação ano após ano. Portanto, o Timol é um dos candidatos mais poderosos na corrida de substâncias de origem natural com propriedades polifarmacológicas que exibem potentes propriedades preventivas e terapêuticas contra várias doenças humanas.
       O Timol é um dos constituintes alimentares mais importantes das espécies de Tomilho. Durante séculos, tem sido utilizado na medicina tradicional e demonstrou possuir várias propriedades farmacológicas, incluindo atividades antioxidantes, eliminadoras de radicais livres, atividades anti-inflamatórias, analgésicas, antiespasmódicas, antibacterianas, antifúngicas, antissépticas e antitumorais.
Propriedades antimicrobianas
      Há um número convincente de estudos que revelam que o Timol isolado ou Timol em plantas,  possui propriedades antimicrobianas, antifúngicas, antibacterianas e antiparasitárias potentes. Marchese et al. (2016) revisou exaustivamente as propriedades antimicrobianas do Timol. O Timol (32,55%) presente no óleo essencial de Thymus vulgaris L. apresentou atividade bacteriostática contra a maioria das bactérias gram-positivas e negativas Marino et al., 1999. Um relatório de Olasupo et al. (2003 revelaram o efeito antibacteriano do Timol com os valores mais baixos de concentração inibitória mínima de 1,0 mmol / L ( S. typhimurium ) e 1,2 mmol / L ( Escherichia coli ). O Timol possui atividade antimicrobiana contra S. aureus (CIM: 0,31 mg / ml) e E. coli (CIM: 5,00 mg / ml) pela perturbação da fração lipídica da membrana plasmática bacteriana, resultando no vazamento de materiais intracelulares  Trombetta et al., 2005.
      O Timol aumentou a fagocitose, melhorando a fluidez da membrana dos macrófagos e suprimindo as respostas inflamatórias, diminuindo a secreção de citocinas pró-inflamatórias por seu potente efeito imunoestimulante (Chauhan et al., 2014). Demonstrou-se que o Timol melhora o sistema imunológico aumentando os níveis de IgA e IgM no intestino do porco (Li et al., 2012).
      O Timol possui antibacteriano (Didri et al., 1994), antifúngico (Mahmoud, 1994), anti-inflamatório (Aeschbach et al., 1994), antioxidante (Yanishlieva et al., 1999), antimutagênico (Zahin et al., 2010), larvicida (Pavela, 2009), analgésico (Ozen et al., 2011), antimicrobiano (Karpanen et al., 2008), acaricida (Araujo et al., 2015), anticonvulsivante, antiepileptogênico (Sancheti et al. , 2014), cicatrização de feridas (Riella et al., 2012), antihemolítico (Alinezhad et al., 2013), antiflogístico (Anamura, 1989), antileishmanial (Robledo et al., 2005) e radioprotetor (Archana et al. , 2011a).
     Devido a suas potentes propriedades antimicrobianas, o Timol é frequentemente usado na odontologia para o tratamento de infecções da cavidade oral (Maruniak et al., 1992 ; Shapiro e Guggenheim, 1995 ; Twetman et al., 1995 ; Ogaard et al., 1997 ; Khan et al. , 2017).
     Há uma breve revisão descrevendo os efeitos terapêuticos e farmacológicos do Timol (Parasei et al., 2016) e uma detalhada apresentando as propriedades antimicrobianas do Timol (Marchese et al., 2016).
Propriedades antioxidantes
As propriedades antioxidantes do Timol foram bem documentadas em vários estudos pré-clínicos, incluindo linhas de células e modelos animais. Em constantes de alta taxa, eliminou efetivamente os radicais livres de hidroxila, produzindo assim as principais espécies transitórias denominadas radicais fenoxila. Os adutos gerados a partir dos radicais fenoxil sofrem desidratação que pode ser acelerada por um meio alcalino. A adição de radicais hidroxila na posição orto (átomo C6) do grupo fenólico produz o radical fenoxila após a desidratação. O ataque na posição orto é mais favorável energeticamente, enquanto o ataque na posição para também é esperado. Além disso, as adições nas posições orto ocorrem sem formação pré-complexa. A não toxicidade e o potencial redox do Timol o torna um antioxidante promissor (Venu et al., 2013).
O Timol melhora e atenua os problemas respiratórios
A asma é um distúrbio inflamatório caracterizado pela infiltração de células inflamatórias nos tecidos pulmonares e hipersecreção de muco.
Pleurismo
Foi demonstrado que o Timol (750 mg / kg) anula a pleurisia induzida por carragenina, inibindo o acúmulo de exsudatos inflamatórios na cavidade pleural dos pulmões  Fachini-Queiroz et al., 2012.
 As virtudes do Tomilho: Graças aos seus componentes, o Tomilho possui propriedades antissépticas e exerce uma ação notável sobre os estados febris, as tosses, nomeadamente a tosse convulsa das crianças, e as bronquites. É excelente para a tosse, bronquite e asma. Também alivia a dor de garganta, por isso é uma ótima opção, quando bateu uma infecção respiratória é só fazer em infusão (chá) e inalar os vapores.
Utilizações:
       Esta maravilhosa planta facilita a digestão e descontrai os músculos, pelo que constitui um ótimo calmante do sistema nervoso, revelando-se por isso um eficaz antiespasmódico, sobretudo a nível dos intestinos e do estômago. Igualmente de salientar a sua ação benéfica em casos de angústia, stress e enxaqueca.
       No caso de gripe com ou sem tosse, beba o chá o mais quente possível e, se tiver as vias nasais obstruídas, inspire ao mesmo tempo o vapor que se liberta. Uma colherzinha de mel serve para adoçar o chá e reforça o efeito no caso de tosse renitente.
      No caso de gengivas ou garganta inflamada, os gargarejos à base de Tomilho fazem maravilhas, e já existem algumas preparações farmacêuticas que contêm um dos seus constituintes principais, o Timol. O Tomilho é um antibiótico natural.
      Nos casos de depressão, astenia e esgotamentos, os banhos quentes com Tomilho são tonificantes e revitalizantes, um verdadeiro estímulo natural.
       Se for feito num cataplasma, que pode ser usado para as irritações da pele. A erva também tem antifúngico, expectorante, diurético, antibiótico, antiparasitário, e usos antissépticos. Por último, o Tomilho é maravilhoso para desintoxicação do fígado.
      Há ainda alguém que nunca tenha usado o Tomilho em culinária ou em chás? Certamente, sim. Infelizmente, não sabem o que estão perdendo. Quer fresco ou seco, o sabor ligeiramente picante do Tomilho faz maravilhas no tempero de saladas, assados, grelhados, guisados e tantos outros pratos.
Na forma de chá: basta ferver alguns folhas em água por 2 minutos, deixe esfriar. OBS: contar os minutos a partir do momento que iniciou a fervura. Dose: 1 colher de sopa rasa da folha para 3 xícaras de água (400 ml).
Licores: Há quem o utilize também para fazer licores, e os monges beneditinos são conhecidos pelo famoso elixir que fabricam, do qual um dos ingredientes é o Tomilho.
Na Idade-Média, Hildegard - que viveu no séc. XII - recomendava o Tomilho para tratar a lepra, a paralisia, e também contra os piolhos. Mais próximo de nós, no séc. XVII, havia quem dissesse que o Tomilho dissipava a melancolia e evitava os pesadelos!
      
Tomilho: mata os germes em menos de uma hora.
Tem a competência de matar os germes em sessenta 60 minutos.
 
O Timol inibe a formação de biofilme, elimina biofilmes pré-existentes e aumenta a depuração de Staphylococcus aureus resistente à meticilina. Pubmed 31936809
O Timol pode ser útil na terapia de lesão pulmonar aguda. Pubmed 29019091
A combinação de Carvacrol e Timol tem atividade antimicrobiana contra Staphylococcus aureus e atividade antioxidante. Pubmed 31009261
O mecanismo antibacteriano de Carvacrol e Timol contra Escherichia coli. Pubmed 19552781
Extrato de Tomilho tem ações antibacterianas. Pubmed 18614414  Estudo In Vitro
Extrato de Tomilho pode ajudar em doenças relacionadas com a hiper-reagibilidade da endotelina do sistema brônquico, tais como asma e DPOC. Pubmed 18729040 Estudo In Vitro
O óleo de Tomilho exibiu uma atividade de espectro largo contra bactérias alimentares.  Pubmed: 27476949 Tipo de Estudo: Estudo In Vitro
O Timol do Tomilho inibe o biofilme de Candida albicans. Pubmed 18329858  Estudo In Vitro
Obs: há mais estudos como estes acima relacionados mostrando a eficácia do Tomilho na prevenção e no tratamento de diversas doenças, já estão disponíveis apenas para os colaboradores financeiros do site tiaxica.com . Ao clicar nos números grifados você será direcionado ao resumo da publicação científica.

Tomilho contém muitos flavonóides, antioxidantes fenólicos como Zeaxantina, Luteína, Pigenina, Naringenina, Luteolina e Timonina. Tomilho fresco a erva tem um dos níveis mais altos de antioxidantes entre as ervas. Isto é embalado com minerais e vitaminas que são essenciais para um ótimo saúde. Suas folhas são uma das fontes mais ricas de Potássio, Ferro,  Cálcio, Manganês, Magnésio e Selênio. Timol é o principais componentes fenólicos que são os principais responsáveis ​​por sua atividade antioxidativa. A erva Thymus vulgare Linn, Labiatae tem sabor picante e contém umidade, proteína, gordura,  fibra bruta, Ca, K, Na, Fe, P, vitamina A, B e vitamina C.
Thymus vulgaris > Folhas frescas. Valor nutritivo por 100 g.
(Fonte: Base de Dados Nacional de Nutrientes do USDA)
Princípio            Valor nutritivo Percentagem de RDA
  • Energia               101 Kcal             5%
  • Carboidratos    24,45 g 18%
  • Proteína             5,56 g   10%
  • Gordura total   1,68 g   8,4%
  • Colesterol          0 mg     0%
  • Fibra dietética 14,0 g   37%
  • Vitaminas                          
  • Folato  45 mg   11%
  • Niacina                1,824 mg            11%
  • Ácido pantotênico         0,409 mg            8%
  • Piridoxina          0,348 mg            27%
  • Riboflavina       0,471 mg            36%
  • Tiamina              0,48 mg               4%
  • Vitamina A        4751 UI               158%
  • Vitamina C         160,1 mg            266%
  • Eletrólitos                         
  • Sódio    9 mg     0,5%
  • Potássio              609 mg                13%
  • Minerais                             
  • Cálcio   405 mg                40,5%
  • Ferro    17,45 mg            218%
  • Magnésio            160 mg                40%
  • Manganês           1,719 mg            75%
  • Manganês           106 mg                15%
  • Zinco    1,81 mg               16,5%
  • Fitonutrientes                  
  • Caroteno-ß        2851 mg             

 

Cultivo: O Tomilho é uma planta vivaz que se multiplica por estaca, mergulhia e divisão dos maciços, o que deve ser feito com muito cuidado porque as raízes finas não apreciam ser transplantadas. Claro que se reproduz igualmente por semente. Gosta de um solo leve, bem drenado (até seco) e exposto ao sol. O espaço recomendado entre cada planta é de 30 cm.
        No jardim, o Tomilho faz uma linda cercadura num canteiro, e é igualmente empregue para cobrir o solo e evitar a propagação das ervas daninhas, com a vantagem de ainda por cima cheirar bem. Mas é sem dúvida no jardim rochoso que ele se mostra mais decorativo.
        Perfeito para vasos em ambientes urbanos ou ao longo das bordas de jardim em áreas mais rurais, Tomilho vai melhor em pleno sol. Basta colocar dentro de casa e movê-lo fora depois que o perigo da geada passou. Ele prefere um pH do solo de 7,0, mas ele vai crescer bem, mesmo que o solo não é alcalino.
        O Tomilho é muito usado em perfumaria, especialmente no sabonete. E ainda hoje, como antigamente, queima-se está maravilhosa planta para perfumar as casas (pot-pourris) e até as igrejas... e também para afugentar os insetos. Quer em infusão ou em decocção, o tomilho é também eficaz contra o míldio e o oídio das plantas; e igualmente contra o piolho e os coleópteros e a larva do mosquito.
            E, para mostrar a grande importância do Tomilho, ele também não foi esquecido na literatura. Na sua peça "Oberon", Shakespeare diz que o rei dos gnomos sabe "onde cresce o tomilho selvagem". O Tomilho selvagem é o mais apreciado pela sua elevada concentração de óleos essenciais.
Origem do nome: o nome latino Thymus vem da palavra grega thymon que significa "coragem" e a planta é símbolo de Coragem, Atividade, Bravura, Felicidade, Energia e Afeto.
         O Tomilho é muito usado em perfumaria, especialmente no sabonete. E ainda hoje, como antigamente, queima-se está maravilhosa planta para perfumar as casas (pot-pourris) e até as igrejas... e também para afugentar os insetos. Quer em infusão ou em decocção, o Tomilho é também eficaz contra o míldio e o oídio das plantas; e igualmente contra o piolho e os coleópteros e a larva do mosquito.

Contato